segunda-feira, 26 de maio de 2008

Um homem pode engravidar?

Um homem pode engravidar? Depende do que se entende por homem. A história do americano Thomas Beatie pode parecer estranha, mas faz todo o sentido se pudermos separar o que é sexo (biologicamente determinado), gênero (socialmente definido) e direito à reprodução.
Beatie nasceu mulher, mas sempre se sentiu homem. Como biologia não é destino, decidiu modificar o corpo que não combinava com sua mente. Tomou hormônios masculinos, retirou os seios, mas manteve útero e ovários para preservar sua capacidade reprodutiva.
Num artigo para a revista gay "The Advocate", ele explicou que "a esterilização não é pré-requisito para o processo de re-designação sexual". Ou seja: transformar-se num homem não significa abdicar do direito de produzir filhos biológicos.
De fato, a decisão de manter sua capacidade reprodutiva foi sábia. Beatie, por ironia, casou-se com uma mulher que teve o útero retirado por conta de uma grave endometriose. Quando resolveram ter filhos, Beatie era o único capaz de levar adiante uma gravidez.
Assim, revertendo um processo iniciado há anos, ele parou de tomar suas injeções de testosterona e voltou a menstruar. O casal comprou sêmen em um banco de esperma e fez uma inseminação caseira.Hoje, grávido de cinco meses, Beatie espera o nascimento de uma menina para julho. Depois do parto, vai retomar as injeções de testosterona. Taí um cara corajoso. Definitivamente, não são os colhões que fazem um homem.

Thomas Beatie © The Advocate

Um comentário:

Maria disse...

so uma pergunta ele e gay?