sábado, 27 de dezembro de 2008

...

"Sou negro. Meus avós foram queimados pelo sol da África. Minha alma recebeu o batismo dos atabaques, gongues, tambores e agofôs.
Na minha alma, ficou o samba, o batuque, o bamboleio, e o desejo de libertação..."

Solano Trindade

Um comentário:

[denise abramo] disse...

viva solano!
viva o povo negro!
::