terça-feira, 21 de agosto de 2007

Vegetarianismo no Japão


Ser vegetariano no Japão implica em um certo desafio. Saindo das maiores cidades japonesas a coisa fica bem complicada. Penso que é algo parecido com São Paulo e Rio. Um vegetariano que vive nesses lugares quando por exemplo, vai para o Mato Grosso sabe do que estou falando. Maior desafio ainda para quem vive em cidades no interior de estados mais afastados desse eixo.
Antes de chegar aqui imaginava que não seria tão difícil, afinal a maioria dos japoneses se diz budista, e minha experiência no Brasil com o budismo mostrava um certa sensibilidade com a questão da alimentação. Não que eu imaginava encontrar pessoas realmente praticantes da doutrina iniciada por Sidarta, sabia que ser budista aqui era como ser católico no Brasil, não significa muita coisa.
Porém pensava que haveriam outros hábitos alimentares que privilegiariam o vegetarianismo, mas estava enganado. Entretanto nem tudo esta perdido. Existe uma sociedade vegetariana japonesa que divulga eventos e sempre se pode buscar por algum restaurante perdido pela cidade que atenda sua urgência de comida sem sofrimento.
E para os brasileiros vai uma ótima noticia. Um povo que se conheceu em uma comunidade do orkut vem realizando encontros periódicos para troca de idéias, experiências, dicas de lojas e de produtos que você pode usar no Japão. O melhor entretanto tem ficado por conta das guloseimas que esse povo se propõe a cozinhar, como no caso do último encontro que rolou em Nagoya no mês de agosto. Um pic-nic foi realizado e cada vez mais pessoas tem aparecido. Esses encontros estão possibilitando brasileiros vegetarianos a não abrirem mão de seus princípios e também de poderem contar com apoio de um grupo de afinidade. Um novo ativismo vem surgindo e futuras intervenções para aumentar o acesso a informação e da urgência de uma nova dieta estão sendo pensadas para melhor alcançar a comunidade brasileira e japonesa. São pessoas encantadoras e o grupo esta sempre aberto para mais pessoas se aproximarem,
Aqui estão sugestões para quem vem ao Japão ou já está por aqui, mas se sente perdido nesse mar de sashimi e nikuya.
Por uma alimentação ética, sem crueldade, responsável, saudável, ambientamente sustentável e coerente. Pense nisso!

Comunidade no orkut de vegetarianos brasileiros no Japão:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=6435760

Vídeo do 3º encontro de brasileiros vegetarianos no Japão:
http://www.youtube.com/watch?v=jnPU_Hf5m-0

Sociedade Vegetariana do Japão
http://www.jpvs.org/

Loja de produtos vegan em Nagoya:
http://www.karuna.co.jp/

Guia de restaurantes e lojas vegetariana/vegan de Tokyo:
http://www.vegetarian-restaurants.net/Asia/Japan.htlm




5 comentários:

Mari disse...

Bom, meu se vc pretendia deixar alguma marca sua no Japão, essa é uma delas.

Muito bom!!

Axé!

Mari.

May disse...

Adorei a postagem, tenho dificuldades aqui e gostaria de dar umas dicas.

Aprender os kanjis e identificar as carnes nos produtos para não compra-los.

Enviar e-mails em inglês ajuda bastante na produção de produtos alimentícios sem sofrimento animal.

Restaurantes vegetarianos existem, são poucos mas é bom dar uma falada para os garçons "Watashi wa begetarian desu kedo..." e fazer o seu pedido, quanto mais pessoas pedirem mais chamará a atenção. Mostre que você é Veg.

napenry@gmail.com

La' Zerra disse...

Concordo com a May, devemos chamar atenção das pessoas para o vegetarianismo, se possível até sair perguntando na rua onde tem um restaurante vegetariano hehe.

Daphi disse...

Olá, eu pretendo ir ao Japão
e estou preocupada a respeito de onde comer e o q comer por lá..
Pois sou vegetariana e tals
sei q o post é velho, de 2007... q as coisas podem ter melhorado..
mas me pergunto se vc teria alguma informação a respeito de como está lá ultimamente sobre este tema

Alessandro de Oliveira Campos disse...

oi. Eu não vivo mais no Japão a muitos anos e não tenho mais nenhuma ideia de como andam essas questões por lá. De todos modos é possivel sim se virar relativamente bem por um tempo sem carne. Depois de um tempo vai perceber que a coisa pode ser bem mais limitada, mas pra uma viagem apenas, não se preocupe, vai sobreviver...rs Boa sorte!