segunda-feira, 24 de março de 2008

Bons amigos do norte: mais superação de fronteiras.

Por quê falar da luta anticapitalista nos Estados Unidos? Simples: por dois motivos básicos. Primeiro informação sobre as formas de resistência dentro da barriga do diabo. Segundo que muito preconceito e desinformação se têm sobre os ativistas estadunidenses.
Falar do JED (Justice, Ecology and Democracy) me parece um bom exemplo. Um coletivo ecologista que fica no Estado do Maine, nordeste dos Estados Unidos e que abriga atividades de uma gente interessada em politica autonomista radical. Apesar do nome meio "partido verde", são bem inspirados por um modo de vida mais libertário. Não apenas produzem uma prática de ação direta através de atos contra o sistema, mas buscam por coerência no estilo de vida de seu cotidiano. Funciona mais ou menos assim: 11 pessoas vivem em uma comunidade rural a uns 8 anos. Cada pessoa, casal ou familia pode ter sua casa ou cabana para sua privacidade, mas há uma casa central que reúne o fogo coletivo, os computadores, a biblioteca, cozinha, dispensa com comida e bebida, lugar de reuniões, enfim o espaço comum.
Desenvolvem um interessante projeto de permacultura e economia solidária. Produzem alho, beterraba, batata, xarope de maple, campostagem e jardinagem. Trocam por exemplo, parte do excedente pelos serviços do advogado que defende alguns do grupo que sofrem processos por ação direta contra o Estado. Outros trabalham com hortas comunitárias na cidade próxima, são músicos folk, envolvidos com midia independente, ou como já dito antes, de educação e cultura ambiental.
Na verdade tenho que confessar uma coisa, já que sou um tanto suspeito para falar desse povo. São bons amigos que adimiro não apenas pelo trabalho que realizam, mas pela sinceridade com que se relacionam com o mundo. Tenho certeza que ficariam felizes de recebe-los por lá, então se vão ao norte daquele país não percam essa oportunidade. Seguem algumas fotos da minha última visita no recente inverno estadunidense.

Um comentário:

Carla Tatiana Bispo De Oliveira disse...

Oi Alê, Saudades.

Li seu postrst sobre ativismo ambiental; tens que conhecer o projeto encosol...me escreva de dou detalhes.

Um super beijo no coração!

Carlota